logo

Notícias

08
set

Larry Lessing quer ser presidente dos EUA. E promete renunciar logo em seguida.

Você leu certo. O escritor e professor americano Larry Lessing está levantando fundos para se candidatar à presidência dos Estados Unidos e promete deixar o cargo logo em seguida. Por quê? Lessing tem um discurso completamente diferente dos outros, ele está chamando a atenção para a necessidade de uma reforma política no sistema eleitoral – coisa que ninguém mais colocou em pauta – , e, tendo realizado a reforma, não faz questão de continuar no cargo.

Lessing quer propor o chamado “The Citizens Equality Act of 2017 “, conjunto de 3 medidas que prometem democratizar mais o sistema:
– Facilitar e viabilizar a votação para todos – passando as eleições para algum feriado, por exemplo
– Acabar com o gerrymandering – sistema de distritos políticos
– Tornar possível o financiamento de campanhas com base em doações todos os eleitores, e não apenas de empresas ou milionários.


(Vídeo apenas em inglês)

Independente de ter chance ou não de vencer, Lessing conseguiu condensar sua proposta política e chamar a atenção para a discussão que ele propôs como fator central de sua candidatura. Além de ter marcado seu nome por isso, conseguiu difundir a comunicação da campanha mesmo sem ter os recursos e patrocinadores de outros candidatos.

O caso de Lessing deixa uma lição importante para qualquer político: eleição é um momento de holofotes que pode ser usado estrategicamente, mesmo que a intenção não seja necessariamente vencê-la. Muitos candidatos no Brasil já usam esse momento eleitoral para se tornarem conhecidos, chamarem a atenção para pautas que interessam a eles e até mesmo prepararem terreno para uma próxima disputa. Basta saber usar o momento estrategicamente.

[LoginRadius_Share]
Comentários ( 0 )

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados * *